22 de março de 2017

CONCEITO DE LITERATURA

"Literatura é a arte da palavra sempre carregada de muitos significados. Moldada pela invenção, constrói mundos paralelos ao real e investiga, de maneira simbólica, a vida de todo e qualquer ser humano, através do prisma metafórico de um autor. Particularmente, acredito que seja fuga constante, para um mundo possível, mesmo que isso só aconteça no âmbito da imaginação. Enfim, é a arte que se reveste de esperança, ainda quando delineia o caos." 
A. Gommes, Palmares, PE, abril de 2016.

20 de março de 2017

VÍDEOS DE LITERATURA

Assista aos vídeos

A HIPERMETAFORIZAÇÃO DO LITERÁRIO em



NERVOS DE AÇO - POEMA DE LUPICÍNIO RODRIGUES 
comentado por ADMMAURO GOMMES



TERNURA de VINÍCIUS DE MORAES



ADMMAURO GOMMES RECITA
DOIS POEMAS DE MURILO MENDES



DOIS MORCEGOS
POEMAS DE AUGUSTO DOS ANJOS E DE ADMMAURO GOMMES




2 de fevereiro de 2017

PROJETO PARA CONSTRUIR AMIGOS


Admmauro Gommes
Poeta, Cronista e Professor de Literatura da FAMASUL/Palmares (PE)
admmaurogommes@hotmail.com

 
Na verdade, não existem fórmulas nem projetos para se construir verdadeiros relacionamentos sociais. Estes têm no espontâneo sua maior substância e vão se moldando aos poucos, através de pequenos gestos bem intencionados: um sorriso aqui, uma gentileza ali... Um abraço ou um afeto diferenciado carrega ímpar satisfação. A cada dia, a cada movimento, a cada olhar, firma-se a personalidade daquele, na nossa. Com isso, haja tempo para amadurecerem amistosas relações humanas. Como disse o Pequeno Príncipe, é preciso cativar primeiro.

UMA CRÔNICA DE ADMMAURO GOMMES NO DIÁRIO


16 de janeiro de 2017

6 de janeiro de 2017

LIÇÕES PARA UM NOVO TEMPO


Admmauro Gommes
Poeta, cronista e professor de Teoria Literária
admmaurogommes@hotmail.com

Vivemos em um tempo marcado por ilusões e cheio de armadilhas que nos apontam para um falso sucesso. Por pouco que se tenha, muita gente tem muito mais do que precisa e, mesmo assim, está insatisfeita. É a velha confusão que se faz entre o ter e o ser, como situação indispensável para viver em harmonia consigo mesmo.   

31 de dezembro de 2016

POR QUE CLAMAMOS POR MUDANÇAS?


ACESSE E LEIA A VERSÃO N JORNAL:
http://www.folhape.com.br/folha-digital/edicao.aspx#page/8


POR QUE CLAMAMOS POR MUDANÇAS?
Admmauro Gommes
Poeta e professor de literatura
admmaurogommes@hotmail.com
               
Somos dependentes da intuição e das crenças internas bem mais do que imaginamos. Quando mentalizamos que se inicia um novo ano, por exemplo, absorvemos com facilidade a ideia de que tudo será melhor. Mesmo diante de uma crise conjuntural enorme, desprezamos as dificuldades e apostamos na etapa que se inicia. Para uns, é questão de força de vontade, para outros, fuga do real. Verdade seja expressa: quando se acredita e parte para a resolução do problema, muita coisa positiva pode surgir. 
Se pensarmos que os mesmos entraves continuam, eles permanecerão, não por sermos supersticiosos, mas porque todos os movimentos que realizarmos terão como alvo a solução ou o entravamento. Neste último caso, torna-se obscura qualquer projeção e nada acontece de bom, pois a mente bloqueia as palavras e as ações. Mais do que mero exercício imaginativo, algo realmente se concretiza. Nosso corpo possui uma comunicação intracelular impressionante, e a inovação começa dentro de nós, na corrente sanguínea, depois ganha força e forma, e torna-se realidade.
Por mais que alguém ignore, transformações constantes acompanharão o ser humano, por toda a vida. Biologicamente, somos renovados diariamente. A pele se renova a cada trinta dias. Deste modo, nossas células se mantêm em um contínuo ciclo de renovação. Não é à toa que “98% dos átomos presentes no interior das moléculas que compõem as células do corpo humano são renovados anualmente através do ar que respiramos, dos alimentos que ingerimos e dos líquidos que consumimos” (RINCON1). Sem perceber, estamos sendo mudados, o tempo todo. Este fato nos projeta também para um campo de alteração emocional, física e existencial, deslocando a visão de mundo, crenças e costumes, e o desejo de novidade pode ser indicação de uma inconsciência instintiva.
O que é difícil realmente para que acreditemos é que o novo nascerá sempre do velho, como borboleta que sai de um desprezível casulo. Isso nos perturba muito, diante das evidências e constatação de que tudo pode ser alterado, de uma hora para outra. Sem a mínima noção, expomos externamente o que por dentro já foi reprogramado. Aceitar que tudo pode ser diferente, nos encanta. Que bom que é desse jeito! Durante a existência, morte e vida nem sempre serão severinas. Assim, temos a permanente necessidade de renovação, como reconstituição natural. Não ter coragem para escolher outro rumo ou meta pode ser um problema. Porquanto, quando um ano se inicia, surge grande oportunidade para testar novos caminhos.
E aí? Você está pronto para se renovar e renovar o mundo? Quem sabe, o momento pode ser agora. Quem pensa em mudar de situação e não muda, no mínimo, está pensando de forma errada.
______________________

1RINCON, Maria Luciana. É verdade que as células do corpo humano se renovam a cada 7 anos? Disponível em: http://www.megacurioso.com.br/corpo-humano/44648-e-verdade-que-as-celulas-do-corpo-humano-se-renovam-a-cada-7-anos.htm

24 de dezembro de 2016

UM ABRAÇO DE NATAL

Admmauro Gommes 
                       
Eu trocaria 
todas as mensagens de Natal 
que recebi, via celular 
por um abraço. 

Um abraço sincero. 

Um abraço amigo 
de quem esteve 

o ano inteiro comigo 
e nunca me abraçou. 

E que fosse 
não um texto frio nascido da mídia 
dessentimentado
reenviado de alguém 
que enviou uma cópia da cópia 
sem emoção 
mas que surgisse das palavras 
que vivem no coração. 

Isto teria muito mais de Papai do Céu 
e menos de Papai Noel. 

2 de dezembro de 2016

YAMANDU COSTA - um poema


YAMANDU COSTA 
(poema de Admmauro Gommes)

Yamandu não é pessoa
é instrumento que se toca
pelos dedos assanhados
e cabelos ritmados. 

Se fecha os olhos
um mundo se abre
infinito transe em breve viagem. 

Não fala palavra mas tudo se diz. 

Vai tocando a vida    
brincando de ser feliz.